Freelancer: É hora de Largar seu Emprego?

17 novembro 2014 Freelancer, Produtividade

Todo freelancer enfrenta a decisão de largar seu emprego fulltime em algum momento

Aqui no Proposeful nós temos um prazer enorme em ajudar pessoas que buscam um estilo de vida que combine mais com elas, estejam elas interessadas em começar a trabalhar como freelancer ou prestes a cortar o cordão do emprego fulltime e trabalharem exclusivamente como freelancers.

Existem vários indicadores de que é hora de largar seu emprego e essa oportunidade se manifesta de forma diferente para cada pessoa.

Apesar disso, a base dessa decisão deve ser o seu desejo por explorar novas possibilidades e levar uma vida mais satisfatória.

A hora de deixar seu emprego para traz pode ter chegado se…

Você não sente vontade de ir trabalhar

Seu emprego toma uma parcela considerável da sua semana, talvez até mais do que as atividades que você considera mais importantes, como trabalhar em seus próprios projetos, passar tempo com sua família ou investir em seus hobbies.

Sendo assim, é importante que ele não seja somente uma obrigação.

Infelizmente, muitas pessoas não sentem que seus empregos as levarão a lugar algum. Elas mal conseguem aproveitar os aspectos prazerosos de seu trabalho em meio aos aspectos desagradáveis.

Isso pode tomar muitas formas, e normalmente não é uma situação isolada mas sim um conjunto de fatores.

Pode ser que você não encontre novos desafios em seu emprego, que as possibilidades de crescimento sejam limitadas, que sua opinião e desenvolvimento profissional não sejam valorizados. Pior ainda, pode ser que você sinta que todo seu esforço não contribua para seu crescimento, apenas para o da empresa ou de seu chefe.

Essas frustrações tornam difícil continuar motivado a dar o seu melhor dia após dia. E, se você não está dando o seu melhor, você nunca descobrirá seu verdadeiro potencial.

Se você se encontra nessa situação, é hora de buscar uma mudança.

Sua opinião não importa

É muito difícil construir algo se não nos importamos com o resultado.

Ter a chance de dar a cada projeto um pouco de sua personalidade ou de melhorar ele com sua experiência contribuiu não só para o resultado final, mas para seu próprio crescimento.

Se suas tentativas de contribuir para seu trabalho além das tarefas que lhe são designadas acabam sendo sempre ignoradas – ou até hostilizadas – seu talento não está sendo reconhecido. Eventualmente, você não irá mais se importar, e não dará o seu melhor.

Novamente, essa situação restringe seu potencial e impede que você chegue onde seu verdadeiro talento pode o levar.

Seu chefe o usa como um degrau

Existem chefes e exitem líderes. Você não quer trabalhar para um chefe.

O chefe vê pessoas como recursos. Ele as usa para conseguir seus próprios objetivos. Seu foco é abaixar os custos, aumentar as vendas, levar números atraentes para o diretor. Você será avaliado pela sua capacidade de fazer ele se destacar, e não pelo que você traz para a empresa.

Um líder segue a frente de seu time. Ele lidera sua equipe porque é sempre o primeiro a seguir numa direção, o primeiro a conquistar algo, a correr riscos e a se sacrificar. Um líder saber que não chegará onde deseja sozinho. O objetivo de um líder é fazer com que seu time prospere e com que cada membro do time libere seu verdadeiro potencial.

Se você se pegar trabalhando para um chefe e não para um líder, reconsidere.

Você se sente como um número

Algumas empresas pensam somente em maximizar lucros. Embora uma empresa deva ter esse objetivo em mente, isso não pode vir às custas da qualidade de vida de seus funcionários.

Algumas empresas mantém pessoas extremamente competentes congeladas em cargos de entrada ou um pouco acima por anos. As responsabilidades aumentam, as oportunidades e recompensas nem tanto.

Essas empresas tratam pessoas como dispensáveis, já que acreditam que é mais vantajoso recontratar alguém menos experiente por um custo menor do que investir em sua equipe.

Esse é um péssimo modelo de gestão e empresas assim não duram por muito tempo, por motivos óbvios. É impossível construir algo muito bom sem motivar os envolvidos.

Se essa situação é familiar, pode ser a hora de abandonar o barco antes que ele afunde.

Você enxerga um caminho

Se você se identificou com as situações acima, não se preocupe. Embora seja assustador, você tem a opção de mudar isso.

Talvez você já esteja trabalhando como freelancer há algum tempo e está construindo sua rede de clientes e contatos. Ou, talvez, tenham um colega que já seja freelancer com quem possa trabalhar junto.

Ou, quem sabe, você ainda não tenha a porta aberta, mas tenha coragem e condições de investir na sua nova carreira como freelancer.

Se você está motivado a viver como freelancer, leve essa ideia para as pessoas importantes para você. Peça o apoio e compreensão delas, isso irá motivar você e tornar os momentos difíceis mais toleráveis.

Se você vai começar ou está dando os primeiros passos para empreender como freelancer, você precisa das ferramentas certas para organizar seu dia a dia.

Agora você terá a responsabilidade de cuidar de todos os aspectos de um negócio, não só fazer e entregar seu trabalho. Para te ajudar nessa transição, leia algumas das lições que eu aprendi vivendo anos como freelancer.

Agora você está equipado para sua jornada como freelancer. Aperte o cinto e vá em frente, nós estaremos ao seu lado.

Foto: AngeloAngelo

Freelancer: É hora de Largar seu Emprego?
Por favor, dê uma nota para este artigo.
Quem Escreve

Thiago escreve sobre seus temas favoritos: marketing, vendas, tecnologia e empreendedorismo. É cofundador do Proposeful, programador e adora criar coisas novas.