15 Coisas Que Freelancers de Sucesso Não Vivem Sem

29 novembro 2016 Freelancer, Produtividade

15-coisas-freelancers-de-sucesso-nao-vivem-sem

Guest post de Vinicius Pereira, da Umbler

Ganhar a vida como freelancer tem se tornado uma escolha cada vez mais popular no Brasil.

A liberdade de definir seu próprio horário e a flexibilidade de trabalhar com diversos projetos e clientes são muito atrativas, mas a necessidade de fazer a gestão dos projetos, das suas contas, fazer follow-up e pós vendas pode ser um pouco assustador para alguns.

Se você está em dúvidas sobre como se tornar um freelancer de sucesso, preciso te dizer: não existe fórmula mágica. Mas, existem algumas dicas que podem te ajudar a conquistar o mundo como freela.

Se você decidiu seguir nessa carreira apaixonante e está procurando dicas para ser um profissional ainda melhor, esse texto é para você. Vou tentar mostrar aqui algumas coisas importantes para dar aquele salto na sua carreira de freelancer.

Vamos lá?

Itens Essenciais

#1. Site e Portfólio

Criar um site e manter um portfólio atualizados são duas das primeiras coisas que todo freela precisa para divulgar seus serviços.

Lembre-se que eles serão seus cartões de visita na web e através deles seus clientes poderão conhecer mais sobre seus trabalhos já realizados e obter mais informações sobre você.

Então, nada de criar um site e deixá-lo desatualizado, pois isso pode passar uma imagem negativa para quem o acessar.

Sei que você deve estar se perguntando: “Por que criar um site se eu tenho Facebook e Instagram?”.

Podemos apontar dois argumentos bastante simples para responder essa pergunta. Primeiro, tanto o Facebook quanto qualquer outra rede social pode simplesmente acabar (lembra do Orkut?) e, com isso, todo o esforço, grana e tempo que você investiu nela vai se perder.

Segundo, um site oferece inúmeras possibilidades que você pode trabalhar, por exemplo: criar landing pages, criar campanhas no Adwords, otimizar conteúdo para SEO, criar um blog e medir suas conversões através do Google Analytics, enviar campanhas de e-mail marketing e muito mais.

Lembre-se que seu site é uma das ferramentas de marketing digital mais poderosas que você possui.

Agora que você já está convencido de que precisa ter um site, confira algumas dicas práticas sobre a criação da sua página.

  • Escolha uma empresa de hospedagem confiável, que atenda às suas necessidades (recursos, linguagens de programação, suporte técnico, contas de e-mail, CMSs, etc);
  • Tenha uma página “Sobre” completa, com todas as informações sobre você e seus serviços;
  • Liste todos os serviços que você realiza na página “Serviços”, nesta página muitos potenciais clientes podem encontrar informações sobre o que você oferece;
  • Mantenha uma página de contato sempre funcionando, pois muitos clientes podem entrar em contato com você através dela.

#2. Nota Fiscal

Emitir notas fiscais é bom para o freela pois, além de estar regularizado com suas obrigações, fiscais garante benefícios, como aposentadoria, auxílio-doença e licença maternidade.

Afinal de contas ninguém sabe o dia de amanhã, não é mesmo?

Para isso o freelancer tem a opção de se cadastrar como Microempreendedor Individual (MEI), Simples Nacional ou trabalhador autônomo.

Para se enquadrar nas exigências do MEI, o profissional não pode ter renda superior a R$ 81.000 por ano, ou seja R$ 6.750 mensais, e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular.

Tem como despesas legalmente estabelecidas o pagamento mensal de uma taxa de R$ 44.00 referente ao INSS e mais R$ 5.00.

Se os rendimentos superarem 81.000 por ano, a alternativa é optar pelo regime do Simples Nacional. Neste caso, o recolhimento dos impostos fica entre 4,5% e 6% para rendimentos de até R$ 180 mil, dependendo da atividade.

A vantagem do Simples Nacional é que a quantidade de serviços que se enquadram é maior que no MEI e neste caso há a possibilidade de contratar mais de um funcionário.

Já para o trabalhador autônomo a declaração dos impostos é feita como Pessoa Física. Logo, o Imposto de Renda seguirá a mesma tabela progressiva aplicada aos trabalhadores com carteira assinada, que vai de 7,5% para rendimentos a partir de R$ 2.826,65, até 27,5% para ganhos que ultrapassam R$ 4.664,68.

Hoje em dia, o processo de abrir uma pequena empresa no Brasil é muito mais barato e simplificado, graças à atuação de empresas como a Contabilizei, que fazem a abertura de empresas do simples gratuitamente e cobram mensalidades à partir de R$ 49.

#3. Local de trabalho

Poder definir seu horário e local de trabalho é, sem dúvida nenhuma, uma das coisas mais fascinantes em trabalhar como freelancer.

Mas o local de trabalho é também um ponto que merece muita atenção, porque deve permitir que você desenvolva suas tarefas com tranquilidade, além de ser um ambiente confortável.

Se você optar por trabalhar em seu home office, o ideal é que disponha de um local tranquilo e reservado, para que não aconteçam interrupções.

Para quem gosta de variar os locais de trabalho, existem boas alternativas, como cafés e espaços de coworking. Serviços como o Deskovery são excelentes para encontrar um escritório compartilhado perto de você.

#4. Computador e software

A maior parte do dia a dia de muitos freelas é em frente aos seus computadores.

No geral, os freelancers preferem um notebook para ter a mobilidade de trabalhar de onde estiverem e levar seu material para reuniões com o cliente. Mas um notebook é um equipamento de trabalho e precisa ser capaz de dar conta das suas tarefas do dia a dia.

Se você não faz ideia do que as configurações de seu computador significam, você pode encontrar sugestões de notebooks para seu perfil neste site.

Outro ponto que exige atenção é a sua conexão à internet, afinal grande parte do seu tempo será online.

Habilidades

#5. Networking

Uma habilidade muito importante para todo freela é a de fazer networking para aumentar sua rede de contatos e clientes.

Segundo pesquisa do Trampos.co, 80% dos freelancers conseguem novos jobs através da indicação de amigos e 67% por indicação de clientes.

Participar de eventos é, sem dúvida, uma das melhores formas de aumentar seus contatos, mas trocar o home office alguns dias da semana pelo coworking também pode ser uma boa.

#6. Vontade de correr atrás

É, amigo, a vida de freelancer é repleta de desafios, muitos dias sem rotina, muitos clientes, muitas experiências grandiosas (para o bem e para o mal), que vão exigir que você corra atrás dos seus sonhos e realizações.

A partir de agora você é seu chefe e todo o sucesso da sua empresa depende da sua vontade de vencer.

#7. Organização

Contratos, orçamentos, contas a pagar e a receber, follow ups, propostas comerciais, prazos de entrega, clientes, vida pessoal.

As obrigações e responsabilidades de um profissional freelancer são muitas e exigem que você se mantenha organizado, tanto mentalmente quanto fisicamente.

Organização é uma qualidade indispensável para quem pretende ganhar a vida como freela e não quer se ver em apuros do tipo: “onde foi que coloquei o briefing do cliente mesmo?”.

Para isso, conte com ferramentas para ajudar no seu dia a dia!

Ferramentas salvadoras

#8. Gestão de Propostas

Criar propostas é um desafio para a maioria das pessoas que começam sua carreira como freela, que normalmente não possuem muita experiência em vendas.

Por sorte, hoje existem ferramentas que permitem criar propostas atraentes de forma rápida e simples. Além da economia de tempo, usar uma ferramenta de gestão de propostas permite criar documentos muito mais impactantes e saber quando seu cliente acessou a proposta, o que ajuda a fechar a venda mais rapidamente.

Das ferramentas disponíveis atualmente, o Proposeful é perfeita para freelancers, possuindo diversos modelos prontos de propostas, uma interface muito intuitiva e preço acessível.

#9. Gerenciamento de projetos

Com o tempo, se tudo der certo, você terá mais clientes e, consequentemente, mais projetos para gerenciar. Por isso, usar um software para ajudar na gestão de seus projetos pode ser muito bom.

Existem diversas opções de ferramentas legais, mas deixo como sugestão o Trello, que é gratuito e muito fácil de usar.

#10. Gerenciamento de tempo

Muitas vezes você vai precisar dividir seu tempo em mais de um projeto, além de elaborar e responder orçamentos, pagar contas e fazer pausas para descansar. O responsável por determinar os prazos e gerir o seu tempo é você mesmo.

Para isso não virar um problema, com tantos prazos e tarefas, tente experimentar um gerenciador de tempo, como o Pomodoro ou Remember The Milk.

#11. Lista de tarefas

Como você pode perceber, um bom freela é aquele que, entre outras skills, é capaz de gerir suas tarefas e horários com maestria.

Para auxiliar com as tarefas diárias, desde as mais simples até as mais complexas, vale desde usar post-its, fazer listas em papel ou mesmo usar um aplicativo de gestão de tarefas.

Entre os aplicativos, o Todoist e Wunderlist são ótimos. Outra ferramenta que ajuda muito no trabalho de um freelancer é o Evernote. Com ele você pode salvar documentos, anotações, cartões de visita, criar lista de tarefas, e muitas outras coisas.

#12. Gerenciamento financeiro

Gerir as finanças é outro ponto muito importante na vida de um freela.

Para fechar as contas no final do mês, você pode contar com ferramentas que auxiliem a realizar uma boa gestão de seus rendimentos e despesas, como ZeroPaper, ContaAzul e o GuiaBolso.

#13. Armazenamento de arquivos

Uma das principais vantagens de trabalhar como freelancer é poder definir seus horários e, também, poder trabalhar de qualquer lugar a qualquer hora.

Para não correr o risco de perder seus arquivos devido a problemas no seu computador, vale sempre ter uma cópia dos seus arquivos na nuvem. Para acessar os seus documentos e trabalhos em qualquer lugar, conte com Google Drive, Dropbox, iCloud e OneDrive.

#14. Ferramentas de comunicação

Atender a clientes de diversos lugares é uma das vantagens de ser freela, principalmente se você trabalha com digital.

E, sorte a sua, existem diversas ferramentas que permitem que você realize reuniões e troque mensagens com os clientes de qualquer lugar do mundo, é só usar o Slack, Skype ou o Hangouts.

#15. Café (ou outros energéticos)

source
Fonte: Giphy

Por fim, mas não menos importante: café e bebidas para dar aquela energizada!

Quem trabalha como freelancer sabe que a vida é muito agitada. Sabe também que alguns dias são mais frenéticos e acabam exigindo doses de energia.

Lembre-se que o consumo dessas bebidas deve ser feito em um nível aceitável para manter uma vida saudável.

E, você tem mais alguma coisa que faz parte da sua vida de freelancer que deseja compartilhar com seus colegas freelancers? Conte para gente aqui nos comentários.

15 Coisas Que Freelancers de Sucesso Não Vivem Sem
Por favor, dê uma nota para este artigo.